Posts

Using OpenVPN client in Fedora 31 natively through GNOME

GNOME Desktop 3.34 that ships with Fedora 31 Workstation allow you to use OpenVPN natively, but setup it requires some extra steps, maybe this can be improved in a near future. Ensure that you have received the OpenVPN configuration file (.ovpn), certificate and key from the network where you want to connect (the IT department of the company owning the network must provide it to you) Create a .cert directory inside your home folder: $ mkdir ~/.cert Copy your OpenVPN configuration files to the directory you created above: $ cp -r {your files directory}/* ~/.cert/ Apply reasonable permissions to this files: $ sudo chmod 600 ~/.cert/* Reload SELinux security files (this will reload the files you placed inside ~/.cert): $ restorecon -Rv ~/.cert/* Go to Gnome Settings > Network and on VPN click on + to add a new connection Select the last option: Import from file Navigate to your home folder. Note: If the hidden files are not showing, press Ctrl + H to show them Selec

Redimensionar discos virtuais img utilizados no KVM

Como redimensionar um disco virtual *.img utilizado por uma máquina virtual Fedora Linux XX sendo executada através do KVM. A máquina virtual está particionada utilizando-se LVM. Recomendo fortemente rever o manual de cada comando específico para saber como utilizá-lo para o seu caso específico. 1. Aumentar a capacidade da imagem de disco: virsh vol-resize redmine.img 58G --pool maquinas_virtuais Método alternativo (não testado): qemu-img resize redmine.img +50GB 2. Conectar na máquina virtual (pode ser por ssh) 3. Utilizar o cfdisk para criar uma partição do tipo "Linux LVM (8E)" no espaço que aparecerá como livre no disco que foi redimensionado. 4. Reiniciar a máquina virtual: shutdown -r now 5. Extender o Volume Group do LVM: vgextend fedora /dev/vda5 6. Extender o Logical Volume para ocupar o espaço livre do Volume Group: lvextend -l +100%FREE /dev/fedora/root 7. Redimensionar o sistema de arquivos para o novo tamanho do Logical Volume: resize2fs

Regresso de versão no Debian

Este recurso pode ser usado para regredir a uma versão anterior do sistema operacional, para pacotes específicos ou todos os pacotes. Também pode ser utilizada para retornar do backports à versão estável. Ajustar o arquivo /etc/sources.list para que contenha os repositórios para os quais deseja regressar. Criar um arquivo /etc/apt/preferences , o arquivo deve conter, por exemplo: Package: * Pin: release a=squeeze Pin-Priority: 1100  (o exemplo acima força os pacotes a retornarem para a versão Squeeze ) Em Package descreva os pacotes para os quais deseja mudar a prioridade, ou asterisco para todos;   Pin é a versão que eles devem obedecer;   Pin-Priority é a prioridade desta configuração (isto existe porque ao invés de você criar o arquivo /etc/apt/preferences você pode criar um diretório /etc/apt/preferences.d/ e colocar dentro deste diretório varias configurações); Segue uma tabela contendo os intervalos de prioridade e uma explicação mais abrangente, presente n

PCManFM, arquivos em ordem alfabética

Para configurar a ordenação dos arquivos do PCManFM em ordem alfabética crescente [a..z], editar o arquivo '~/.config/pcmanfm/LXDE.conf' (no caso de usar o LXDE) ou outro arquivo de configuração presente neste diretório. (* o sinal ~ antes do caminho significa a pasta pessoal do usuário no qual a modificação será aplicada) Altere os seguintes parâmetros para: sort_type=1 sort_by=2 Você pode tentar outras maneiras de ordenação modificando estes parâmetros. Se a alteração não surtir efeito, tente a mesma configuração em outros itens presentes neste diretório. Funcionou para a versão 0.9.7 no Debian Squeeze com LXDE 0.5.0-4

Habilitar cliques do touchpad no Debian LXDE

Em alguns casos os cliques do touchpad não estão configurados no LXDE, uma maneira de habilitá-los segue: Certificar-se de que o driver do touchpad Synaptics está instalado: # apt-get install xserver-xorg-input-synaptics Certificar-se de que o drive que está controlando seu mouse seja o synaptic, para isto, verifique se seu /etc/X11/xorg.conf apresenta a seguinte seção (para maiores informações entre com o comando man xorg.conf para acessar o manual): Section "InputDevice"     Identifier    "Mouse0"     Driver        "synaptics" EndSection * Caso não possua, inclua. O drive synaptics deve conter um arquivo de configuração em /etc/X11/xorg.conf.d/synaptics.conf , caso você não possua o arquivo, crie um, segue uma configuração com o clique do touchpad habilitado, você pode configurar conforme sua preferência (para maiores informações entre com o comando man synaptics ): Section "InputClass"         Identifier      "Touchpad&quo

Acessar diretório home criptografado pelo Ubuntu usando live-cd

Se por algum motivo você necessitar acesso através de um Live CD ao diretório home de um determinado usuário, que foi criptografado pelo Ubuntu Linux , eis uma maneira de fazer isso (é necessário saber a senha de login do usuário). Rodando a partir do live-cd, abra um terminal (irei acessar como root para não precisar usar o sudo a cada comando): $ sudo passwd root $ su root Monte o Ubuntu que você tem gravado no HD no diretório /mnt do sistema que você está rodando no momento (live-cd): # mount /dev/sda1 /mnt * onde você deve substituir sda1 pela partição em que seu Ubuntu está instalado. # mount -o bind /dev /mnt/dev # mount -o bind /dev/shm /mnt/dev/shm # mount -o bind /proc /mnt/proc # mount -o bind /sys /mnt/sys # chroot /mnt Se o diretório home estiver em outro HD ou em outra partição, esta é a hora de montá-lo: # mount /dev/sda6 /home Agora faça login com o nome de usuário a qual pertence o diretório home que você quer acessar: # su - gean Para ter acesso descri

Instalando impressora Canon PIXMA iP1700

Após vários dias tentando fazer funcionar minha PIXMA iP1700 no Ubuntu , finalmente achei um driver compatível com ela (embora seja para a iP2200). A iP1700 não está na lista de impressoras compatíveis do CUPS (e a Canon não disponibiliza drivers Linux para a iP1700), sendo necessário instalar os drivers manualmente. Existem vários tutoriais na internet ensinando a configurar usando os arquivos fornecidos para a iP2200, baixando-os à partir do site da Canon, porém aqueles arquivos não funcionam. Ao mandar imprimir um arquivo surge uma mensagem de que o documento já acabou de ser impresso, mas isso não acontece. Postei no RapidShare os arquivos que funcionam, segue o link: Canon_PIXMA_iP1700_-_Linux.zip Depois de baixar o arquivo, instale todos os três arquivos .deb que estão no pacote ZIP, em seguida certifique-se de que sua impressora esteja ligada e conectada, vá em Sistema > Impressão e adicione uma impressora. O sistema irá procurar um driver compatível na list